Encontre o seu veículo:

Pneu careca? Saiba quais são os riscos

Você também conhece alguém que usa o pneu do carro até ele ficar no arame, como se costuma dizer? Pode parecer que essa decisão ajuda a trazer economia, já que deixamos de investir em pneus novos, no entanto, circular por aí com um pneu careca traz mais prejuízos do que se imagina.

Quando a borracha chega nessa situação, alguns costumam ficar fugindo das blitz policiais para não levar multas, mas acredite, esse é o menor dos problemas que pode acontecer. Quando estamos com um pneu careca os riscos são maiores do que desembolsar uma quantia em dinheiro ou levar pontos na carteira.

Quer saber mais? Então continue lendo para descobrir quais são os riscos de andar com um pneu careca e entenda por que é tão importante que eles estejam sempre em dia.

Menor resposta de frenagem

Quando o pneu está careca ele não tem uma boa aderência com o solo. O problema está no fato de que isso é essencial para frenar o veículo, portanto, se os sulcos já estiverem gastos ficará mais difícil parar o carro. Ele precisará percorrer uma distância maior até perder o movimento.

 

Instabilidade do veículo

Se o pneu não tiver uma boa aderência por causa da pouca quantidade de borracha, outro risco ao qual ficamos expostos é a instabilidade do veículo. Você pode sentir, por exemplo, que ele está saindo de traseira e não consegue manter uma linha reta quando em movimento.

 

Aumento da aquaplanagem

A aquaplanagem é um fenômeno que acontece quando o terreno está encharcado. Ao circular em uma via assim com pneu careca existe uma maior tendência de a água ficar entre ele e o solo, aumentando ainda mais a instabilidade.

 

Prejuízos funcionais e mecânicos

Assim como acontece com qualquer outra peça do carro, quando o pneu está careca e precisando ser trocado ele pode prejudicar outros componentes, trazendo prejuízos funcionais e mecânicos. A calibragem, por exemplo, é influenciada, também a estratégia de rodízio. Além disso, perdemos rapidamente o balanceamento e o alinhamento, o que resulta em mais gastos.

 

Possibilidade de um estouro

Você sabia que um pneu careca pode estourar? Isso acontece, principalmente, quando estamos em uma rodovia, já que a borracha aquece e pode se romper com mais facilidade. Agora, imagine o que pode acontecer se o pneu estourar quando seu veículo estiver a 100 km/h?

 

Aumento das derrapagens

As derrapagens são um problema constante para quem circula com pneu careca. Conforme explicamos, é preciso que haja sucos na borracha para que ela tenha uma boa aderência com o chão, então, se isso não acontece, o pneu desliza facilmente. Ele pode derrapar até mesmo nas vias secas, fazendo você perder a direção.

 

Atolagem da roda

Circular em uma via asfaltada é difícil com pneu careca, mas isso fica ainda pior quando estamos em estradas de terra e pior ainda quando o solo está molhado! A aderência é mínima nesses casos e as chances de ficar atolado são muito grandes, sem falar que o carro vai escorregar, já que ele não consegue ter tração.

Acredite, adquirir pneus novos não é um gasto para você, mas sim um investimento. Desse modo, você estará preservando não só a mecânica e outros componentes e peças do seu carro, mas também a integridade dele e a sua própria. Afinal, os pneus carecas podem causar acidentes graves.

Não se esqueça, também, de que mesmo os pneus ainda não estando gastos é preciso ter atenção ao prazo de validade deles. Sim, os pneus ficam ruins depois de um certo tempo, porque a borracha resseca. Portanto, o ideal é que você esteja atento a esses dois problemas e faça a substituição quando necessário.